Leia o primeiro capítulo

Capítulo I – A partida

“Não que eu não tenha credo. Acima está  Acima e o demais é tudo depois, mas se a gente não conta com o próprio pavio, com quem contará? Afinal, a gente avévi se der conta das coisas, senão, o passageiro é mais rápido. Crer mesmo é sentir sua própria valentia. É ela que segura a vida nesse mundo. Tem hora que é preciso mastigar pensamento e olhar devagarzinho para o inimigo. Não se pode contar as horas no distraído, porque isso pode diminuir os minutos. Às vezes, nem Deus nem o diabo interferem; tem-se que erguer momentos com as poucas carnes e mantendo o prumo…”

Continuar a leitura: Sabedoria do vento (primeiro capítulo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: